O certo é a prótese atrás ou à frente do músculo?

As próteses de silicone são usadas na Cirurgia Plástica há mais de 50 anos. Hoje possuem tecnologia que as tornaram extremamente seguras e com altíssimo grau de satisfação para as pacientes.

As técnicas para o poscionamento dos implantes de silicone nos seios podem ser várias. Existem variações em relação ao local de inserção da prótese ("por onde ela entra"), como pela dobra abaixo do seio, pela aréola ou axila e também em relação ao local em que ela ficará em relação à musculatura.

Assim, as próteses podem ficar atrás do músculo ou na frente. Existe uma maneira certa e outra errada nessa escolha?


O que é esse músculo que tem relação com o seio?

No tórax todas as pessoas possuem diversos músculos, sendo que na parte da frente os maiores são o músculo peitoral maior, peitoral menor e o serrátil. O músculo peitoral maior é o mais amplo/largo, e usado há muitas décadas para cobrir o implante de silicone. Então a prótese fica atrás do músculo.


Se não cobrir com o músculo, o que cobrirá a prótese?

Somente a glândula da mama ficará à frente da prótese. Esse suporte somente por glândula pode ser fraco se a glândual for muito flácida.


A melhor opção para posicionar a prótese

Na verdade não existe uma opção que será a melhor em todos os casos, para todas as pessoas. Já que existem bilhões de pessoas nesse mundo e todas são diferentes entre si, cada caso vai ter benefícios e pontos negativos entre as duas opções.

Cientificamente é aceito que a prótese por trás do músculo tem menos complicações no pós-operatório como seromas, sangramentos, "rippling" ou infecções. E também possuem mais suporte para o peso que a prótese exerce ao longo dos anos e que leva o seio a cair com o passar do tempo. Ou seja, fazendo por trás do músculo, o seio se mantém "em pé" por mais tempo e é mais seguro que na frente do músculo.

Então quando colocamos à frente do músculo? Quando o desejo da paciente é um seio com formato exato do silicone, bem esférico, ou como uma bola.


A melhor opção é conversar com seu cirurgião plástico com muita honestidade e com a cabeça aberta para explicar o que você espera do resultado e o que cada técnica pode oferecer para o corpo que você tem.

Posts Em Destaque
Posts Recentes